Sem repassar alta, postos suspendem gasolina para a frota do governo

Postos credenciados da rede Taurus, que tem contrato com o governo do Estado, suspenderam o fornecimento de gasolina para veículos oficiais e a razão é o preço. Desde ontem (dia 12), com a Lei Estadual 5434 em vigor, a alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) da gasolina subiu de 25% para 30%.

No posto Taurus, localizado nos altos da Avenida Afonso Pena, é fornecido somente óleo diesel para a frota oficial, com valor de R$ 3,70 o litro. O cliente comum paga R$ 3,79. Na Avenida Costa e Silva, em outro posto de combustível da rede, a orientação é a mesma: apenas o diesel é liberado para os veículos oficiais, como viaturas do Corpo de Bombeiros e da PM (Polícia Militar).

De acordo com o Portal da Transparência do Governo, foram pagos R$ 13,5 milhões para a Taurus Distribuidora de Petróleo Ltda. Em 2018, a administração estadual desembolsou R$ 15,9 milhões para o fornecedor. Em 2020, de janeiro até hoje, foram empenhados recursos de R$ 4 milhões.

Redução – Ao passo em que aumentou a alíquota de ICMS da gasolina, o governo reduziu a do etanol de 25% para 20%.

O governo de Mato Grosso do Sul propôs as mudanças com o objetivo de estimular o consumo de etanol, pois o combustível é produzido no Estado. Porém, os postos de combustíveis aumentaram o preço da gasolina, mas “congelaram” o do etanol. A reportagem entrou em contato com a SAD (Secretaria de Administração e Desburocratização) e não obteve retorno até a publicação da matéria.

Posto da Taurus nos altos da Avenida Afonso Pena. (Foto: Marcos Maluf)
Posto da Taurus nos altos da Avenida Afonso Pena. (Foto: Marcos Maluf)
Viatura da PM abastece com óleo diesel em posto Taurus da Costa e Silva. (Foto: Clayton Neves)
Viatura da PM abastece com óleo diesel em posto Taurus da Costa e Silva. (Foto: Clayton Neves)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui